O segredo não é criar do zero, é reinventar | Palestras Paul&Jack
A mágica que faltava no seu negócio

(11) 3772-6645 / (11) 99157-4556 contato@paulejack.com

O segredo não é criar do zero, é reinventar

Por Paul Friedericks, 12/02/2016 em Motivação

O segredo não é criar do zero, é reinventar

Os empresários servem um número de funções diferentes: Eles são criativos, profissionais de marketing, financeiros e líderes carismáticos, mesmo quando executam tarefas de rotina e fazem chamadas telefônicas sem fim. Ainda assim, alguns destes papéis são mais importantes e mais proeminentes na vida de um empreendedor que os outros, e que merecem mais atenção e foco.

Um desses papéis maiores é o de “pessoa cheia de ideias”, em que um empresário visualiza o que pode ser alcançado, e sonha com as novas ideias que irão trazer essa visão mais próxima da realidade durante as fases de crescimento da empresa.

Uma pessoa cheia de ideias, é claro, é o que as pessoas tendem a pensar quando elas consideram a principal função de um empreendedor. No entanto, enquanto a geração de ideias é, sem dúvida, um papel empresarial crítico, há um outro papel ainda mais importante – o de vendedor.

Primeiro, vou explicar o porquê.

A maioria das ideias revolucionárias são melhorias, e não invenções

Uma vez Pablo Picasso disse: “Os bons artistas copiam, os grandes artistas roubam”. E até mesmo empresários influentes, como Steve Jobs, admitiram que acreditam e valorizam essa estratégia. Se você der uma olhada em alguns dos desenvolvimentos mais influentes nas últimas décadas, perceberá que não eram ideias totalmente originais.

Por exemplo, o Google não foi o primeiro motor de busca. O YouTube não foi o primeiro vídeo-upload e plataforma de compartilhamento orientada para o utilizador. Eles foram apenas melhorias de um modelo que já existia. Em vez de chegar com novas ideias por si só, os empresários por trás dessas empresas super bem-sucedidas apenas encontraram uma maneira de tornar essas ideias mais atraentes para um mercado de massa.

Como efeito, eles levaram adiante uma ideia que já existia e encontraram uma maneira de melhor vendê-la ao público. Infelizmente, até mesmo ideias surpreendentes podem tropeçar, se elas não forem vendidas de forma eficaz. Está surpreso, não é mesmo?

A dica é: as ideias evoluem com base no feedback dos clientes

O que parece no papel ser uma ideia valiosa pode falhar quando é testado em um ambiente real. Testes práticos de uma ideia orientam o seu desenvolvimento, o aprimorando o suficiente para agradar aos seus usuários. Pense sempre nisso.

Este processo de modelagem, moldagem e mudança de uma ideia é mais um papel das vendas do que um plano visionário. A parte mais importante do processo não está chegando com um bom começo, mas sim um ajuste que começa em algo que as pessoas vão realmente querer comprar. Tudo é moldado com base no retorno e tipo de aceitação.

Os vendedores assumem a liderança na correspondência de um produto ao tentar atender às necessidades do cliente. O papel deles deve ser o mais importante que um empresário deve considerar aprimorar.

E você, acredita que uma grande ideia pode mesmo ser um “aprimoramento” eficaz, ao invés de uma legítima invenção? O segredo não é criar do zero, é reinventar. Deixe sua opinião nos comentários!

 

 

Siga-me no Facebook     Pergunte-me algo via Twitter

Inscreva-se para mais vídeos     Conecte-se com Paul&Jack no Linkedin

Inscreva-se para mais dicas     Conecte-se com Paul&Jack no Google+

 



TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – POLÍTICA DE PRIVACIDADE

× Nosso Whatsapp: 11 99157-4556